TwitterFacebook
Página inicial |
blog PRIME
Prime
A PRIME CLIPPING AGENDA DE SHOWS GALERIA DE FOTOS GALERIA DE VÍDEOS DEIXE SEU RECADO CONTATO

SamBRA - 100 Anos de Samba. Dias 19 e 20 de Junho no Teatro Guaíra

15/06/2015

Uma mescla de musical e show o espetáculo “SAMBRA”, que estreou no Rio de Janeiro, com uma curta temporada e todas as apresentações completamente lotadas, visita a história do samba e de seus baluartes, contando a trajetória deste gênero musical em homenagem a seus 100 anos de existência. O musical, que marca a estreia do cantor e compositor carioca Diogo Nogueira como ator, à frente de um grande elenco.

Escrito e dirigido por Gustavo Gasparani, a montagem leva a assinatura da Musickeria CORP e Aventura Entretenimento. Juntas, as duas empresas apostaram na ideia de Washington Olivetto, que as uniu ao Bradesco para contar a história do centenário do gênero musical mais característico do país. Além do musical, “SAMBRA” será um projeto multiplataforma, que prevê diversas outras ações, como o lançamento de um livro, um ambiente web, uma Web Rádio e um ciclo de encontros.

“SAMBRA” é composto de prólogo, abertura e mais 14 quadros. Com cerca de duas horas e trinta minutos de duração, o espetáculo contém em torno 70 músicas cantadas e 25 outras que ligam as canções em formato de texto. A narrativa é feita de forma quase cronológica e conta desde a história de “Pelo Telefone”, supostamente o primeiro samba gravado no país, passa pelo berço do samba, a Praça XI, visita os morros cariocas, o teatro de revista, fala de boemia e malandragem, passeia pelo samba politizado, pelos subúrbios cariocas e deságua na apoteose do samba na Avenida, no desfile das escolas de samba. Todos os grandes nomes deste gênero musical são lembrados: Pixinguinha, Silas de Oliveira, Mano Décio da Viola, Donga, João da Baiana, Sinhô, Ismael, Tia Ciata, Francisco Alves, Carmen Miranda, Grande Otelo, Cartola, João Nogueira, Clara Nunes, Paulo Cesar Pinheiro, Noel Rosa, Chico Buarque, Billy Blanco, Martinho da Vila, o Cacique de Ramos, Jorge Aragão, Silas de Oliveira, Beth Carvalho, Paulinho da Viola e muitos outros.

“Sambra é uma grande viagem, irreverente e lúdica, nada didática, onde o samba é a inspiração, o protagonista”, explica o autor e diretor do espetáculo, Gustavo Gasparani, que mergulhou durante três meses em uma profunda pesquisa, para a criação do texto. “Nossa busca foi por um olhar diferente, que fugisse do óbvio, uma forma nova de cantar o samba, sem perder a essência. Me fixei nos movimentos, na chegada do choro, na relação do teatro com o samba, na irreverência das revistas, na importância da Praça XI, na explosão do rádio. Mas não é calcado no racional, pelo contrário, é feito pra emocionar, pra mexer com o público.”

Voltar

 
hidea.com   e-mail